Artigos Mais Lidos
Artemis - Fotografia e Arte: Henrique Vieira Filho

O Retorno Da Deusa

Autora: Fabiana de Matos Vieira
Terapeuta Holística


Esta postagem é um breve resumo; você pode acessar o Artigo completo clicando aqui


A Heroína Sagrada 


Resgata a sua guerreira espiritual, ela se equilibra na delicada integração do feminino e masculino de sua própria natureza.


O despertar da consciência, o empoderamento do seu corpo, mente e sentimentos, mudança de como você se vê e como irá reagir nas mais diversas atitudes, situações e ou com pessoas. Faz parte desta missão feminina. 


Passamos pela morte: raiva, desespero, desolação; e agora temos o retorno à vida. A Heroína deve seguir uma jornada ao submundo (a descida a Deusa) que nada mais é que um recolhimento e enfrentar as verdades sobre si mesma.


Sem seguir mais os padrões masculinos e reencontrando a sua essência feminina, um foco no seu EU. Recordando seu corpo, sexualidade, emoção e intuição.


Uma descoberta sobre todo seu ciclo feminino, aceitando as sabedoria das mudanças: iluminação para coragem, criatividade e escuridão: encontrar significado nas dores.


Ressurgindo as suas figuras femininas, sua criança interior vem brincar também e o desejo de recuperar todos esses arquétipos perdidos de si. Ela enfim é a sua melhor versão, não pelo fato de estar plena, mas pelo fato de estar desperta para a vida e suas possibilidades.


Quando observamos as mulheres contemporâneas notamos uma crescente energia masculina, afinal elas estão na sua carreira profissional competindo com homens e alinhadas com esta forma patriarcal de viver no mundo. 


Elas acabam negando, de forma inconsciente, sua energia feminina (intuição, emoções , espirituais e amor) ao invés de integrar ambas energias para o total equilíbrio.


Como já sabemos não estamos falando de gêneros, pois todos os seres têm as energias femininas e masculinas, podemos pensar no Yin e Yang que é o princípio de tudo, a dualidade complementar. Claro que quando pensamos em homens e mulheres cada qual já tem uma prevalência de energia correspondente ao seu gênero. 


O que as mulheres atuais têm buscado é o equilíbrio destes aspectos e uma aceitação da sua energia feminina e a harmonia com a natureza.  


A energia feminina é nossa intuição, espiritualidade, criatividade, emocional, nutrição, proteção e acolhimento. A energia masculina é o agir, assertividade, mental, lógica, força, foco.  Razão pela qual precisamos harmonizá-las para vivermos uma vida plena em nossa essência. 


A sociedade atual valoriza a energia masculina, pois vivenciamos ainda o movimento patriarcal e tudo que ele nos traz,  mas com este movimento do feminino sagrado notamos que a dualidade é tão importante e complementar para nosso crescimento como seres. 


Devemos buscar esta energia feminina que está reprimida e aflora-lá no nosso dia-a-dia. Melhorando assim nossas relações, internas e externas. 


Energia Feminina


Nossa intuição, nosso cuidado com os detalhes, nossas emoções, tudo isto faz parte da nossa energia feminina, este lindo desenrolar da vida. Estamos vivenciando a energia feminina muito escondida e não valorizada em contra partida da energia masculina que está dominante. Pensamos nas mulheres no mercado de trabalho, silenciando suas criatividade e agindo dentro de um a padrão que não as favorece, afinal para ser “reconhecida” no ambiente de trabalho deve ser uma versão feminina de um homem (que falácia) e precisamos equilibrar estas energias, reconectando com a nossa energia criativa e integrar o melhor de cada uma na sua jornada.  


Sabe quais mulheres vejo hoje em dia tendo mais acesso a sua energia criativa: as mães, menos favorecidas, menos acolhidas e mais negligenciadas, elas se tornam criativas no desenrolar do dia com os filhos, com o subemprego, com as diversas formas de ganhar dinheiro e sustentar os seus. Ela é criativa em nossa essência mais pura, no nosso arquétipo mais profundo: Mãe. 


Estamos na busca da mulher plena, da mulher selvagem… mas sem antes entender como chegamos neste labirinto que não nos deixa ser o que somos e até nos ajudar a sermos o que precisamos cada qual no nosso momento e no nosso desenvolver pessoal. Afinal a busca do equilíbrio não é uma questão somente feminina, mas de todos os seres humanos; este modelo de separação já deve ter sido útil em algum momento, porém hoje não faz mais sentido. Precisamos aprender e reconectar com nossas energias e utilizar cada uma delas para nosso processo de cuidado do nosso íntimo. 


Estimulando as Deusas


Arquétipos Femininos


Nas civilizações antigas as mulheres que já sabiam seus ofícios/profissão chamavam as deusas para seus domínios (afinal cada deusa representava uma faceta da Deusa primordial) e a veneravam com pedidos de bênçãos. Altares eram feitos com diversas ofertas a fim de que fossem atendidos seus pedidos. Lembrando que este tipo de pedido cabia também aos homens, afinal o contato com os Deuses antigos era muito comum em cada tarefa. 


Ao pensarmos na mulher contemporânea ela perdeu este contato com as divindades e a resgatou como arquétipos, as facetas das deusas ativam padrões na psique das mulheres de forma particular, algumas facetas podem inclusive não serem ativados e podemos notar alguns energizados ao mesmo tempo 


Algumas facetas das Deusas são renegadas nas mulheres contemporâneas – afinal vivemos num mundo patriarcal – a sedutora, a raivosa, a briguenta, a inteligente; são arquétipos da Deusa que não são bem aceitos e na verdade são subjugados e muitas das vezes pedidos que sejam abrandados. Em contrapartida o arquétipo da jovem, da esposa e mãe são aceitáveis e normalmente encorajados das mais diversas formas.


Retorno a Deusa


Mulher Plena


Uma jornada de reencontro com seu íntimo, com diversas atividades profundas e transformadoras.


Quando entendemos que o que vivenciamos hoje não faz mais sentido. Pode ser quando começamos num trabalho novo, quando saímos de casa para seguir um novo caminho, ou simplesmente quando percebemos que nossa identidade não faz sentido. Começamos, então, um retorno ao nosso íntimo, um recolhimento que será para o crescimento e autoconhecimento.


A jornada da heroína começa com uma desarmonia dos valores femininos, procurando reconhecimento e gratificação na cultura patriarcal, uma quase nula afinidade com a espiritual e um retorno para dentro, a fim de recuperar sua conexão feminina sagrada. A Heroína Sagrada resgata a sua guerreira espiritual, ela se equilibra na delicada integração do feminino e masculino de sua própria natureza.


No processo de resgate e reconexão com nosso íntimo sugiro manter-se conectado com a natureza e com as mudanças dela a sua volta. Conhecer as energias que fluem através dela e como alinhar os processos naturais do planeta com seus processos internos.


Não precisa sair do meio onde vive, urbano se for o caso, para ter contato com o ambiente natural, pois este é o ambiente natural: o agora. Conheça a região onde mora, veja as árvores que te cercam, as plantas que vivem e crescem perto. Pratique o conhecer e reconhecer


Precisamos retornar ao simples, a ancorar nossa energia com a Natureza, de ampliar nossa intuição e cuidarmos de nosso corpo, levando em consideração não somente o corpo que habitamos, mas sim todo o que ele comporta: Corpo físico, emocional, espiritual.


Pois não somos separados deles, mas sim estamos interligados e precisamos de todos eles em nossa jornada.


Nutra seu corpo com bons alimentos, faça exercício, medite, silencie, respire, ore, ensine, aprenda, compartilhe, visite a natureza, peça que ela te re-ensine como cuidar-se.


Conexão – A conexão com nosso cuidado natural é uma relação direta com o nutrir e criar laços com o Sagrado Pessoal e o Divino.


Nutrir – Nutra seu corpo com bons alimentos, faça exercício, medite, silencie, respire, ore, ensine, aprenda, compartilhe, visite a natureza, peça que ela te re-ensine como cuidar-se.


Sagrado – Sagrado é a vida, o íntimo, a vivência, o se conhecer, se conectar, ir de encontro ao todo. 


Ancestralidade – É durável, persistente e participante do eterno. Quando as pessoas se dedicam a resgatar seus poderes, eles aprendem a honrar a sabedoria ancestral, ao conhecer os mitos/símbolos/arquétipos se auto conhecem com a energia sutil.


Conseguir o equilíbrio e utilizar a força de cada Deusa em seu benefício. É amar-se!


Existem diversas outras formas de conectar com sua energia feminina e encontrar a sua Deusa interior; conheça mais em nossos sites e redes sociais. 
Sempre apresentamos novidades e exercícios simples e profundos para o resgate da sua Heroína Sagrada.

 

 https://orcid.org/0000-0002-3568-8664

Formada em Secretariado, chegando aos 20 anos de uma sólida carreira no mundo corporativo.

Tendo coordenado mais de vinte eventos artísticos, entre exposições e vernissages para a Galeria HVF Artes, em diversos países, Fabiana Vieira soma uma sólida experiência a qual coloca à disposição dos demais artistas via Sociedade Das Artes, organização da qual é sócia.

Na Terapia Holística, atua com Reiki, Fitoterapia, Psicoterapia, Aromaterapia e Sagrado Feminino, temas sobre os quais é articulista convidada da Revista da Terapia Holística, além de organizar congressos, palestras, cursos e workshops, inclusive o consagrado Holística, que é o congresso anual do CRT.

[email protected]

Sobre o Autor

Fabiana Vieira

Formada em Secretariado, chegando aos 20 anos de uma sólida carreira no mundo corporativo. Tendo coordenado mais de vinte eventos artísticos, entre exposições e vernissages para a Galeria HVF Artes, em diversos países, Fabiana Vieira soma uma sólida experiência a qual coloca à disposição dos demais artistas via Sociedade Das Artes, organização da qual é sócia. Na Terapia Holística, atua com Reiki, Fitoterapia, Psicoterapia, Aromaterapia e Sagrado Feminino, temas sobre os quais é articulista convidada da Revista da Terapia Holística, além de organizar congressos, palestras, cursos e workshops, inclusive o consagrado Holística, que é o congresso anual do CRT - Conselho de Auto Regulamentação da Terapia Holística, do qual foi Diretora. Em suas palavras: <em>Com a junção de todos os anos de trabalhos corporativos e os cursos livres de Terapia Holística, me encontrei no ajudar o próximo, realizar encontros de terapeutas, artistas e artesãos dos mais diversos segmentos e desenvolver tarefas sociais</em>. <b><a href="mailto:[email protected]" target="_blank" rel="noopener noreferrer">[email protected]</a></b> <a href="https://api.whatsapp.com/send?l=en&phone=5511982946468"><b>Whatsapp: +55 11982946468</b></a>
Útero - Arte: Henrique Vieira Filho Previous post Da cópula do Sol com o útero úmido da Terra
Labirinto da Mente - Arte: Henrique Vieira Filho Next post Ato Falho

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.